A Reforma (22.12.16)

Continuando nossa compreensão a respeito do ano de 2017, vamos olhar para a reforma que ocorreu 500 anos atrás e entender sua relação com o dia de hoje.

Em 1517 Martinho Lutero afixou as 95 teses na porta da igreja do castelo de Wittenberg, na Alemanha. Lutero, defendeu a salvação exclusivamente pela graça de Deus, por meio da fé em Cristo Jesus. O sistema religioso sofreu um abalo naqueles dias, sendo confrontado pela autoridade da Palavra de Deus! O poder de evangelismo foi liberado e muitas pessoas puderam receber a mensagem verdadeira do evangelho, tendo a oportunidade de entrarem pela porta da salvação!

wittenberg_schlosskirche

A porta da igreja do castelo em Wittenberg simboliza, desta forma, a própria porta da salvação, que foi aberta pelo testemunho da verdade. A verdade nela afixada floresceu e fluiu para além das fronteiras da Europa, dando a muitos a oportunidade de entrarem pela verdadeira Porta do Reino de Deus, que é Jesus, o Senhor!

500 anos depois, em 2017, estaremos vivenciando o jubileu deste acontecimento, e será um tempo para Deus abrir novas portas para o fluir de Sua verdade! O Reino de Deus receberá os frutos dessa abertura. Pessoas virão de várias partes e de diversas maneiras ao encontro de Cristo! Há um novo poder para restaurar a verdade completa do Pai nesse tempo. Essa restauração será para trazer vida!

Vencendo o espírito de Roma

Nos dias de Lutero, Roma abrigava um espírito religioso! Esse é um espírito enganador, que procura criar obstáculos para o relacionamento com Deus. Impondo regras, trazendo condenação e um sentimento de rejeição, o espírito de religiosidade impede que as pessoas recebam o amor do Pai que está nos Céus! É, na verdade, um espírito de morte disfarçado em religião.

Da mesma forma que a porta de Wittenberg causou um impacto sobre o espírito de morte, as Portas do Senhor que se abrirão este ano irão atingir esse espírito e trazer milhares e milhares de pessoas para o amor de Deus! Esse amor não é acessado por esforço, ou por mérito, mas pela fé!biblia

“Portanto, a promessa vem pela fé, para que seja de acordo com a graça” Romanos 4.16a

“Todavia, a morte reinou desde o tempo de Adão até o de Moisés […]. Entretanto, não há comparação entre a dádiva e a transgressão. Pois se muitos morreram por causa da transgressão de um só, muito mais a graça de Deus, isto é, a dádiva pela graça de um só homem, Jesus Cristo, transbordou para muitos! Se pela transgressão de um só a morte reinou por meio dele, muito mais aqueles que recebem de Deus a imensa provisão da graça e a dádiva da justiça reinarão em vida por meio de um único homem, Jesus Cristo” Romanos 5.14,15 e 17

Roma abriga, ainda hoje, um enraizado espírito de morte, que opera por meio da religião! Essa religiosidade falsa afasta o homem ainda mais do verdadeiro Deus, pois ela não redime o homem do pecado, mas o cega para que ele não compreenda que Jesus Cristo cumpriu toda a justiça de Deus e ofereceu um sacrifício completo para que pela fé em Jesus o homem tenha perdão e seja recebido em um relacionamento vivo e real com o Pai celestial, baseado nesse sacrífico de Jesus!

romaÉ interessante que Daniel vê, em sua visão, o reino Romano como um animal “aterrorizante, assustador e muito poderoso” (Daniel 7.7). Esse mesmo reino é descrito também como “forte como o ferro” (Daniel 2.40). Enquanto este reino estava exercendo seu domínio, o Reino dos Céus se manifesta, estabelecendo Seu domínio e vencendo o domínio romano.

Será contra as forças de Roma, contra o espírito de religiosidade e morte que a “pedra” do Reino de Deus se manifestará (ver Daniel 2), levando as nações a conhecerem um outro reino, completamente diferente do primeiro: um reino de amor, paz e justiça!

Reformando as Portas de Jerusalém

Roma tem sido uma tentativa de substituir Jerusalém como cidade santa. Sobre o alto de sete montanhas, Roma procurou se estabelecer como substituta para Jerusalém, porém Jerusalém ainda é a cidade eleita! Essa pretensão está enraizada no orgulho romano e já se manifestava no primeiro século, foi por isso que o apóstolo Paulo precisou dar ênfase ao lugar de Israel no plano de Deus na sua epístola aos Romanos! Paulo dá uma advertência séria para que os cristãos de Roma não se ensoberbecessem contra Israel (veja Romanos 9, 10 e 11).

jerusalemportasJerusalém permanece sendo a cidade do grande Rei (ver Mateus 5.35)! E são as portas de Jerusalém que apontam para as verdades e manifestações de Deus que expandem Seu Reino. Nestes dias, estas portas estão sendo restauradas e abertas para que o fluir de Deus alcance as nações e muitos conheçam a glória do Seu Reino!

Da mesma forma que nos tempo de Neemias as portas de Jerusalém foram reformadas fisicamente (Neemias 3), o Senhor está reparando as portas espirituais de Jerusalém neste tempo! Em 2017 veremos as verdades relacionadas com estas portas sendo restauradas para as nações, algumas com mais força do que outras.

Essa reforma continuará a afetar o espírito de Roma e fará com que a Verdade e a Vida (João 14.6) de Deus se manifeste! Será para quebrar o espírito de morte e trazer o poder da ressurreição que ressuscitou Jesus dentre os mortos, para que Ele seja o primeiro dentre muitos que ressuscitam com Ele.

Entre pelas portas do Senhor…

por Renato Pastene

Torre de Vigia