Porta do Monturo – Um Chamado Ao Serviço (10.05.17)

por Renato Pastene

A Porta do Monturo abre-nos a uma realidade de serviço. Fala sobre nossa atuação no trabalho do Reino de Deus, seja esse trabalho dentro do contexto da Igreja, da família, dos negócios, ou em outras esferas onde atuamos realizando a vontade do Pai e estendendo Seu domínio! Trata-se propriamente do serviço ao Senhor, debaixo do Seu jugo.

Nosso Deus estabeleceu Seus trabalhadores na Igreja e também nas diversas áreas da sociedade. Somos professores, somos dentistas, somos alunos, somos comerciantes, somos donas de casa, somos advogados e juízes trabalhando para que o propósito maior do Senhor avance através dessa rede ministerial abrangente, que se estabelece de uma forma incontrolável e insubstituível.

Somos o sal e a luz colocados no mundo para preservar, curar, restaurar e transformar as terras e as pessoas em nossa área de influência (de responsabilidade)! Mt 5.16

A palavra “monturo” significa monte de lixo, aglomeração de coisas velhas e descartadas. Essa é a Porta mais próxima do Muro das Lamentações, sendo mais uma porta de serviço do que um portal monumental. Outro nome para ela é Porta do Esterco, remetendo a movimentação dos animais que ajudavam no trabalho.

Provérbios 14.4 diz: “Onde não há bois o celeiro fica vazio, mas da força do boi vem a grande colheita”. Limpeza, organização e tranquilidade são coisas boas, mas se realmente queremos uma grande colheita precisamos estar dispostos a nos depararmos com a bagunça, sujeira e desconforto! O trabalho no Reino muitas vezes não é fácil. A morte de Jesus na cruz foi realmente difícil, exigiu tudo Dele, porém foi o sacrifício que abriu o caminho para a colheita no Reino.

Jesus chamou trabalhadores para o Seu Reino: “Então disse aos seus discípulos: “A colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos” (Mateus 9.37). As multidões estão a nossa volta, desamparadas e aflitas, precisamos ir em direção a elas para ministrarmos a cura, a salvação, a libertação, o Reino de Deus. A compaixão de Jesus precisa queimar em nossos corações ao passarmos por essa porta!

Bete-Haquerém e os Homens de Autoridade

Interessante que a Porta do Monturo foi reconstruída por Malquias, governador de Bete-Haquerém (Neemias 3.14). Malquias significa Yahweh é Rei e o nome Bete-Haquerém quer dizer Casa da Vinha! Essa cidade estava em um local alto e era uma estação de farol, Jeremias profetizou sobre acender um facho neste local (Jeremias 6.1).

A Porta do Monturo será reerguida por pessoas de autoridade! Assim como o nome Malquias significa Yahweh é Rei, o Senhor está chamando pessoas que tenham um selo real, que tenham sua liderança alinhadas com o verdadeiro Rei, para reconstruir esse acesso a uma vida de serviço e propósito.

Essas pessoas sairão da Casa da Vinha, ou seja, de um lugar de comunhão, de vida em Deus, de alegria no Espírito Santo, para abrirem um caminho para os trabalhadores. A visão obtida de um lugar alto (farol) será o impulso para essas pessoas de autoridade se moverem em direção a construção de uma realidade tão simples e básica como a Porta do Monturo.